Breaking News
Home / Saúde / Síndrome de Sweet

Síndrome de Sweet

PUBLICIDADE

O que é

síndrome de Sweet, ou dermatose neutrofílica febril aguda, é uma condição que afeta principalmente a face, pescoço e braços.

Caracteriza-se por lesões cutâneas eruptivas e o aparecimento repentino de febre.

Embora a síndrome de Sweet possa ocorrer por conta própria, ela também pode se apresentar em conjunto com doenças hematológicas ou imunológicas, infecção ou outras doenças.

A síndrome de Sweet é mais comumente encontrada em mulheres com idade entre 30 e 50 anos. A condição é tratável, mas pode ocasionalmente retornar.

A síndrome de Sweet é caracterizada por lesões na pele que se apresentam como pequenas protuberâncias que crescem rapidamente e se espalham por uma área da pele em formação agrupada.

Esses aglomerados são dolorosos e entrarão em erupção, transformando-se em bolhas e úlceras. Juntamente com as lesões cutâneas, uma pessoa com síndrome de Sweet pode sentir febre, dores de cabeça, olhos rosados e letargia.

A forma mais comum da síndrome de Sweet é idiopática, na qual a causa da doença é principalmente desconhecida.

Em alguns casos, a síndrome idiopática de Sweet ocorre durante ou após a gravidez.

Esta condição também pode ser um resultado de doença inflamatória intestinal ou infecções das áreas respiratórias e gastrointestinais superiores.

A síndrome de Sweet também pode estar ligada a malignidade, especialmente leucemia aguda e cânceres causados por tumores. Este tipo de Sweet ocorre em aproximadamente 20% dos casos e pode ser um indicador precoce de câncer. Os Sweet’s associados à malignidade também podem indicar um retorno do câncer.

Em raras ocasiões, a síndrome de Sweet pode ser causada por uma reação à medicação.

Algumas drogas antiepilépticas, contraceptivos orais, antibióticos e diuréticos resultam no desenvolvimento da síndrome de Sweet.

A medicação mais comum para desencadear isso é o fator estimulante de colônias de granulócitos, que é projetado para aumentar as células brancas do sangue. Nestes casos, a interrupção do uso da medicação é suficiente para tratar a síndrome.

Para identificar positivamente a síndrome de Sweet, um dermatologista realizará um exame de sangue ou biopsiará uma amostra de tecido.

O exame de sangue é simplesmente tirar uma amostra de sangue para testes em um laboratório. O teste pode identificar qualquer número de doenças do sangue, bem como se a contagem de glóbulos brancos de uma pessoa é maior do que o normal.

Uma biópsia envolve a coleta de uma pequena amostra de tecido da área para determinar se a área possui as características da síndrome de Sweet.

Medicamentos anti-inflamatórios são usados para tratar Sweet, seja topicamente ou por via oral.

Para a síndrome de Sweet idiopática, nenhum tratamento é necessário; as lesões desaparecerão gradualmente em uma a quatro semanas e geralmente não deixarão cicatrizes.

O tratamento pode ser recomendado por um médico para Sweet associado a malignidade, porque as lesões da pele são recorrentes. É melhor seguir as instruções do médico sobre o tratamento para obter melhores resultados.

Descrição

A síndrome de Sweet foi descrita pela primeira vez na literatura médica em 1964 pelo Dr. Robert Douglas Sweet.

O distúrbio é classificado como uma dermatose neutrofílica, que é um termo geral para um grupo de desordens da pele caracterizadas pelo acúmulo de neutrófilos na pele.

Neutrófilos são um tipo específico de glóbulos brancos que é fundamental para combater a infecção, cercando e destruindo as bactérias que entram no corpo.

Na síndrome de Sweet neutrófilos se acumulam na derme, a espessa camada de tecido logo abaixo da camada externa da pele (epiderme).

Resumo

A síndrome de Sweet é uma condição de pele rara.

Seus principais sinais e sintomas incluem febre e lesões dolorosas na pele que aparecem principalmente nos braços, pescoço, cabeça e tronco.

A causa exata da síndrome de Sweet não é conhecida. Em algumas pessoas, é desencadeada por uma infecção, doença ou certos medicamentos. A síndrome de Sweet também pode ocorrer com alguns tipos de câncer.

O tratamento mais comum para a síndrome de Sweet são os comprimidos de corticosteroides, como a prednisona. Sinais e sintomas freqüentemente desaparecem poucos dias após o início do tratamento, mas a recorrência é comum.

Fonte: my.clevelandclinic.org/www.mayoclinic.org/www.wisegeek.org/rarediseases.org/www.bad.org.uk/www.ncbi.nlm.nih.gov/www.britishskinfoundation.org.uk

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Macrocefalia

PUBLICIDADE Definição Macrocefalia (ou “cabeça grande”) é uma razão muito comum para o encaminhamento a um …

Síndrome da Cabeça Chata

PUBLICIDADE O que é A síndrome da cabeça chata é uma condição na qual a cabeça de …

Polifagia

Polifagia

PUBLICIDADE Definição A polifagia é uma condição caracterizada por fome excessiva e aumento do apetite. Não importa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.