Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Saúde / Paroníquia

Paroníquia

O que é

PUBLICIDADE

Um paroníquia é uma infecção da pele que fica ao redor das unhas dos dedos das mãos ou dos pés.

Paroníquia
Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

Há dois tipos diferentes de paroníquia, aguda e crônica:

Paroníquia aguda

Normalmente aparece subitamente como uma área muito dolorosa de inchaço, calor e vermelhidão ao redor da unha, normalmente depois de uma lesão nesta área.

Uma paroníquia aguda é causada tipicamente por uma infecção por bactérias que invadem a pele onde há um ferimento. O dano pode ser causado pelo mal cuidado de manicure / podólogo (cortando a cutícula), pela mania de morder as extremidades das unhas ou a pele ao redor das unhas, ou chupando a ponta dos dedos.

Paroníquia crônica

É uma infecção que normalmente se desenvolve lentamente, causando inchaço progressivo, aumento da sensibilidade e vermelhidão da pele ao redor das unhas.

Normalmente é causada por Candida ou outras espécies de fungo (micose). Afeta freqüentemente vários dedos na mesma mão.

As pessoas que tem maior chance de adquirir esta infecção são as que têm diabetes ou aquelas cujo trabalho constantemente expõe suas mãos à água ou a solventes químicos.

Tais trabalhos incluem lavadeiras de roupas, garçons, empregadas domésticas, jardineiros, dentistas, babás, cozinheiras, lavadores de prato e cabelereiras/os.

Quadro Clínico

A paroníquia aguda causa dor latejante, vermelhidão, calor e inchaço da pele ao redor da unha. Em alguns casos, uma pequena quantidade de pus se junta debaixo da pele próxima à unha, ou debaixo da própria unha. Freqüentemente, só uma unha é afetada.

Uma paroníquia crônica normalmente causa sintomas menos intensos que uma paroníquia aguda. Geralmente, a área ao redor da unha fica sensível, vermelha e ligeiramente inchada; a cutícula fica machucada, se decompondo; e a pele ao redor da unha fica úmida. Várias unhas podem ser afetadas na mesma mão ao mesmo tempo.

Os sintomas

Uma paroníquia aguda causa dor latejante, vermelhidão, calor e inchaço na pele em torno de um prego. Em alguns casos, um pequeno conjunto de formas de pus sob a pele junto à unha, ou debaixo da própria unha. Muitas vezes, apenas uma unha é afetada.

A paroníquia crônica normalmente causa sintomas menos dramáticos do que uma paroníquia aguda. Normalmente, a área ao redor da unha é concurso, vermelho e levemente inchado, a cutícula está faltando, e da pele ao redor da unha se sente úmida ou “pantanoso”. Vários pregos na mesma mão podem ser afetados ao mesmo tempo.

Diagnóstico

Se a pessoa tem uma paroníquia aguda leve, ela normalmente pode fazer o diagnóstico sozinha, principalmente se há dor pulsante, inchaço e vermelhidão na área lesada ao redor de uma unha.

Se o paciente é diabético, ele pode ter vários dedos afetados, ou ter sintomas mais graves (pus, febre, dor intensa), e deve ser avaliado por um médico. Na maioria dos casos, o médico pode fazer o diagnóstico examinando a área afetada. Porém, se houver um acúmulo de pus (abscesso), ele pode colher uma amostra do pus para ser testado no laboratório e identificar bactérias e fungos.

Prevenção

Para prevenir a paroníquia, faça o seguinte:

Mantenha suas mãos e pés secos e limpos,
Use luvas de borracha com forro de algodão hidrófilo se suas mãos estiverem habitualmente expostas à água ou substâncias químicas corrosivas,
Seja cuidadoso ao cuidar / cortar suas unhas. Evite cortar ou empurrar as cutículas para trás,
Evite morder as unhas ou a pele ao redor delas,

Se você tem diabetes, mantenha seus níveis de açúcar no sangue dentro de uma faixa normal seguindo a dieta e tomando seus medicamentos.

Tratamento

O tipo de tratamento depende do tipo de paroníquia:

Paroníquia aguda

Em muitos casos, você pode começar a se tratar fazendo compressas ou mergulhando o dedo em água morna. Faça isto durante pelo menos 15 minutos, 2 a 4 vezes ao dia. Se seus sintomas não melhorem com este tratamento, ou se o pus apareceu perto da unha, procure um cirurgião.

Se você tiver um paroníquia leve ou grave, o médico a tratará com antibióticos, como a Dicloxacilina, Cloxacilina, Erythromicina ou Cefalexina (Keflex®).

Ele também irá orientar a elevar o dedo lesado, e a fazer banhos com água morna duas a quatro vezes ao dia. Se houver abscesso (pus) perto da unha, ele fará uma drenagem da área afetada sob anestesia local para escoar o pus. Se necessário, uma parte pequena de sua unha será removida para ter certeza que a área drena completamente.

Paroníquia crônica

Desde que a maioria dos casos de paroníquia crônica é causada por fungos (micose), o médico tratará a infecção com medicamento antifúngico que é aplicado à pele, como o Clotrimazol ou o Cetoconazol (Candicort®, Nizoral®, etc). Você pode ter que aplicar o medicamento diariamente durante várias semanas.

Ele também irá lembrá-lo de manter a pele limpa e seca. Raramente, em casos graves, você precisará tomar remédios contra micose (antifúngicos) ou corticóides por boca.

Qual médico procurar?

Procure um (a) dermatologista se você tiver sintomas de paroníquia e:

Você tem diabetes,
Você tem um acúmulo de pus (abscesso) próximo da unha ou debaixo dela,
Você está com febre,
A área de vermelhidão próxima da unha começa a esparramar para o dedo,
Você tem sintomas mais leves (sensibilidade, vermelhidão, inchaço mínimo) que dura mais que sete dias.

Prognóstico

A duração de uma paroníquia depende de seu tipo. Com o tratamento adequado, uma paroníquia aguda cura-se normalmente dentro de 5 a 10 dias sem dano permanente para a unha.

Uma paroníquia crônica pode precisar de várias semanas de medicamento antifúngico. Até mesmo depois do tratamento adequado, uma paroníquia pode devolver-se se o paciente lesa a pele novamente ou esquece de manter as unhas secas.

Raramente, em casos muito severos, a paroníquia pode progredir para a osteomielite (infecção do osso) do dedo.

Fonte: www.policlin.com.br

Paroníquia

Conceito

É uma reação inflamatória que compromete as dobras da pele em torno da unha. Também chamada “unheiro”, é uma inflamação crônica da matriz da unha e da dobra ungueal posterior. Compromete também parte das dobras laterais. Há edema e eritema, com dor mais intensa nas fases de agudização.

Agentes causais

O quadro é causado por bactérias (Staphylococcus, Pseudomonas aeruginosa, Streptococcus) e por fungos (Candida) ou pela associação de ambos os tipos de agentes, sendo doença quase exclusiva de mulheres por ser ocupacional (donas de casa, lavadeiras, trabalhadores de manipulação de alimentos).

A retirada da cutícula pode favorecer a instalação da paroníquia e da Candida albicans. Esses agentes instalam-se nas dobras ungueais em conseqüência da umidade constante da região.

Quadro clínico

Observa-se edema doloroso, mole, purulento e crônico dos tecidos. A unha pode apresentar estrias horizontais.

Há separação do hiponíquio e lâmina ungueal, devido ao trauma e como resultado da maceração induzida pela umidade persistente das dobras.

PARONÍQUIA PIOGÊNICA

Nos casos de paroníquia supurativa aguda está indicado o tratamento com antibióticos sistêmicos (eritromicina ou cloxacilina, na dose de 1g/dia, durante 15 dias).

Tratamento

1) proteção contra traumas constantes.
2)
manter as unhas secas.
3)
usar luvas plásticas ou de borracha, sobre luvas de algodão.
4)
proceder à excisão ou drenagem cirúrgica.
5)
usar fungicida e/ou bactericida tópico.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Novo Atlas prático de Dermatologia e Venereologia – Ruggero Tagliavini – Ed Santos – 1995
2. An Illustrated Dictionary of Dermatologic Syndromes – Susan Bayliss Mallory MD with Susana Leal-Khoury. Ed The Parthenon Publishing Group NY-London , 1994.
3. Diagnóstico Clínico em Dermatologia – Atlas Colorido e Texto CM Lawrence, NH Cox. Ed. Artes Médicas Ltda, 1995.
4. A Colour Atlas of Infectious Diseases – RTD Edmond & HAK Rowland – 2nd Ed – Wolf Year Book, 1987.
6. Manual of Skin Diseases – Gordon Sauer. Sixt Ed. Lippincott, 1991.
7. Atlas Pediátrico Schering-Plough, Ano I, nº1, 1996.
8. Dermatologia Clínica Ilustrada – Korting, GW. Editora Manole, 1988.

Fonte: www.derma.epm.br

Paroníquia

O que é Paroníquia? 

Paroníquia
Paroníquia

Paroníquia é uma infecção da pele logo ao lado de uma unha (da dobra ungueal). A dobra unha infectada parece inchado, inflamado e pode ser concurso.

Também pode haver uma pequena coleção de pus no inchaço. A unha em si pode ser infectado ou danificado se uma infecção das unhas vezes é deixada sem tratamento.

A paroníquia consiste na inflamação crônica das pregas periungueal laterais e proximais. (infecção da pele que fica ao redor das unhas dos dedos das mãos ou dos pés).

Há dois tipos diferentes de paroníquia:

Paroníquia Aguda

Consiste em uma infecção subcutânea dos tecidos periungueais. A lesão é chamada eponíquia se ela compromete a base da unha e peroníquia se toda a dobra está envolvida. Normalmente aparece subitamente como uma área muito dolorosa de inchaço, calor e vermelhidão ao redor da unha, normalmente depois de uma lesão nesta área.

Uma paroníquia aguda é causada tipicamente por uma infecção por bactérias que invadem a pele onde há um ferimento. O dano pode ser causado pelo mal cuidado de manicure (cortando a cutícula), pela mania de morder as extremidades das unhas ou a pele ao redor das unhas, ou chupando a ponta dos dedos.

Paroníquia Micótica Crônica (PMC)

É uma infecção que normalmente se desenvolve lentamente, causando inchaço progressivo, aumento da sensibilidade e vermelhidão da pele ao redor das unhas. É mais frequente nas mãos.(Unheiro – inflamação dolorosa da pele na parte lateral do leito da unha). 

Normalmente é causada por Candida ou outras espécies de fungo (micose). Afeta freqüentemente vários dedos.

As pessoas que tem maior chance de adquirir esta infecção são as que têm diabetes ou aquelas cujo trabalho constantemente expõe à água ou a solventes químicos.

Tais trabalhos incluem lavadeiras de roupas, garçons, empregadas domésticas, jardineiros, dentistas, babás, cozinheiras, lavadores de prato e cabelereiras/os.

Quadro Clínico

paroníquia aguda causa dor latejante, vermelhidão, calor e inchaço da pele ao redor da unha. Em alguns casos, uma pequena quantidade de pus se junta debaixo da pele próxima à unha, ou debaixo da própria unha. Freqüentemente, só uma unha é afetada.

Uma paroníquia micótica crônica normalmente causa sintomas menos intensos que uma paroníquia aguda. Geralmente, a área ao redor da unha fica sensível, vermelha e ligeiramente inchada; a cutícula fica machucada, se decompondo; e a pele ao redor da unha fica úmida. Várias unhas podem ser afetadas ao mesmo tempo.

Diagnóstico

Se a pessoa tem uma paroníquia aguda leve, ela normalmente pode fazer o diagnóstico sozinha, principalmente se há dor pulsante, inchaço e vermelhidão na área lesada ao redor de uma unha.

Se o paciente é diabético, ele pode ter vários dedos afetados, ou ter sintomas mais graves (pus, febre, dor intensa), e deve ser avaliado por um médico. Na maioria dos casos, o médico pode fazer o diagnóstico examinando a área afetada. Porém, se houver um acúmulo de pus (abscesso), ele pode colher uma amostra do pus para ser testado no laboratório e identificar bactérias e fungos.

Prevenção

Para prevenir a paroníquia, faça o seguinte:

Mantenha suas mãos e pés secos e limpos,
Use luvas de borracha com forro de algodão hidrófilo se suas mãos estiverem habitualmente expostas à água ou substâncias químicas corrosivas,Seja cuidadoso ao cuidar / cortar suas unhas. Evite cortar ou empurrar as cutículas para trás,
Evite morder as unhas ou a pele ao redor delas.

Se você tem diabetes, mantenha seus níveis de açúcar no sangue dentro de uma faixa normal seguindo a dieta e tomando seus medicamentos.

Prognóstico

A duração de uma paroníquia depende de seu tipo. Com o tratamento adequado, uma paroníquia aguda cura-se normalmente dentro de 5 a 10 dias sem dano permanente para a unha.

Uma paroníquia micótica crônica pode precisar de várias semanas de     tratamento antifúngico. Até mesmo depois do tratamento adequado, uma paroníquia pode devolver-se se o paciente lesa a pele novamente ou esquece de manter as unhas secas.

Raramente, em casos muito severos, a paroníquia pode progredir para a osteomielite (infecção do osso) do dedo.

Fonte: cmilanez.wix.com

Paroníquia

O que é

A paroníquia é uma infecção localizada em torno da borda da unha de um dedo da mão ou do pé.

A infecção freqüentemente inicia em decorrência de uma ruptura, laceração ou insisão da pele causada por uma ação muito traumática da manicure ou por uma irritação crônica.

É uma afecção comum em indivíduos com alterações da circulação dos dedos e que estão em contato constante com água, ou crianças que apresentam o hábito de colocar o dedo na boca copiosamente. É comum em pacientes diabéticos que mexem com água por muito tempo.

Como a área da unha possui muito pouco espaço para se expandir, a infecção tende a ser muito dolorosa. Ao contrário da maioria das outras infecções cutâneas, a paroníquia pode ser causada por muitas bactérias diferentes, (incluindo a Pseudomonas e o Proteus) e por fungos (p.ex., Candida).

Sintomas

Como a área da unha possui muito pouco espaço para se expandir, a infecção tende a ser muito dolorosa. Ao contrário da maioria das outras infecções cutâneas, a paroníquia pode ser causada por muitas bactérias diferentes, (incluindo a Pseudomonas e o Proteus) e por fungos (p.ex., Candida).

E causa:

Dor latejante,
Vermelhidão,
Calor e inchaço da pele ao redor da unha

Tratamento

As compressas quentes e os banhos com água morna ajudam a aliviar a dor e, freqüentemente, facilitam a drenagem do pus.

Os banhos com água morna também aumentam a circulação sangüínea, a qual, por sua vez, ajuda no combate da infecção.

Algumas vezes, o médico drena a infecção realizando uma pequena incisão na bolsa de infecção (abcesso) com o auxílio de um bisturi. As infecções que podem ser drenadas adequadamente podem não necessitar de antibioticoterapia.

Quando a infecção parece estar se disseminando, o médico pode prescrever antibióticos orais.

Quando a paroníquia é causada por um fungo, além do banho com água morna, o médico drena a infecção e prescreve um creme antifúngico contendo cetoconazol, ciclopirox ou miconazol.

Nos casos graves, um medicamento antifúngico oral é prescrito.

Fonte: www.msd-brazil.com

Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

A paroníquia é uma infecção que rodeia o bordo de uma unha da mão ou do pé.

A infecção costuma começar a partir de uma ruptura da pele, de uma limpeza de unhas demasiado traumática ou de uma irritação crónica. Como a região das unhas dispõe de pouco espaço para se inflamar, a infecção tem tendência para ser bastante dolorosa.

Ao contrário da maioria das infecções da pele, a paroníquia pode ser causada por diversas bactérias, como Pseudomonas e Proteus, bem como fungos como Candida.

Tratamento

As compressas ou os banhos quentes ajudam a aliviar a dor e, com frequência, a eliminar (drenar) o pus.

Os banhos quentes também aumentam a circulação sanguínea o que, por sua vez, ajuda a combater a infecção.

Por vezes, o médico drena a infecção fazendo uma pequena incisão na bolsa purulenta (abcesso) com um bisturi.

As infecções em que se consegue uma drenagem adequada podem não precisar de tratamento com antibióticos. Se a infecção tiver tendência para se propagar, o médico pode prescrever antibióticos orais.

Se a paroníquia for causada por um fungo, o médico drena a infecção e prescreve um creme antifúngico que contenha quetoconazol, ciclopirox ou miconazol e aconselha banhos quentes. Em casos graves prescreve-se um antifúngico oral.

Fonte: www.manualmerck.net

Paroníquia

Definição

Reação inflamatória envolvendo as pregas da pele circundando as unhas dos dedos das mãos.

É caracterizada por edema doloroso, sensível, purulento, agudo ou crônico dos tecidos ao redor da unha, causado por abscesso da prega ungueal.

O fungo patogênico causando paroníquia mais freqüentemente visto é a Candida albicans.

Fungos saprofíticos também podem estar envolvidos.

As bactérias causadoras são geralmente Staphylococcys, Pseudomonas aeruginosa ou Streptococcus.

Paroníquia
Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

Fonte: www.dermis.net

Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

É uma inflamação dolorosa das pregas e tecidos que circundam as unhas.

É conhecida como “unheiro”.

A paroníquia aguda é um problema freqüente e costuma ser decorrente de uma infecção estafilocócica (S. aureus ).

Pode ser conseqüência de traumatismos locais, intrumentos ou onicofagia, um ferimento prévio.

O processo apresenta-se na forma de uma inflamação dolorosa do sulco ungueal, edema, eritema, pus, unhas fissuradas.

Podem ser drenadas facilmente através de incisão com bisturi. As lesões mais profundas são tratadas com antibióticos como 1ª escolha, porém se não há melhoras, será necessária incisão sob anestesia local.

Existe uma relação complexa com a C. albicans.

Fonte: www.podossaudedospes.com

Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

Traduz-se por eritema e edema da prega supraunguel e/ou das pregas periungueais, acompanhados de dor mais ou menos intensa, dependendo do estágio da infecção (aguda, subaguda ou crônica).

À compressão ou espontaneamente elimina-se pequena quantidade de pus.

Não tratada, a paroníquia torna-se crônica e persiste por meses ou anos, agravando-se ou propagando-se a outros dedos, pelo trabalho de cozinha ou lavagem de roupa. Inicia-se com um traumatismo, com descolamento das pregas ungueais. Com o tempo, ocorre deformação ungueal pelo comprometimento da matriz.

A paroníquia causada pela Candida albicans se distingue da piogênica pelo carater menos agudo.

O tratamento é feito com soluções antissépticas e, em seguida, com antimicóticos, antibióticos, antitoxinas e radioterapia, dependendo do grau de infecção

Fonte: www.nagell.com.br

Paroníquia

Infecção caracterizada por eritema e edema das pregas periungueais e supraungueais

Causa dor com intensidade variada dependendo do grau a infecção (aguda, subaguda ou crônica)

Provocada por traumatismos locais com descolamento das pregas ungueais, umidade, retirada do eponíquio (cutícula), acometendo comum e mulheres que realizam tarefas domésticas

Com o tempo ocorre deformação ungueal devido ao comprometimento da matriz

É causada principalmente por bactérias piogênicas, podendo também ser causada pela Candida albicans , que ocasiona uma patologia com caráter menos agudo

O tratamento é realizado com soluções anti-sépticas, pomadas e antibióticos locais e sistêmicos, antimicóticos, antitoxinas e radioterapia dependendo do grau da infecção.

Paroníquia
Paroníquia

Paroníquia
Paroníquia

Traduz por eritema e edema da prega supraungueal e/ou das pregas preiungueais, acompanhados de dor mais ou menos intensa, dependendo do estagio da infecção (aguda, subaguda ou crônica). A compressão ou espontaneamente elimina-se pequena quantidade de pus.

Não tratada, a paroníquia torna-se crônica e persiste por meses ou anos, agravando-se ou propagando-se a outros dedos, pelo trabalho de cozinha ou lavagem de roupa. Inicia-se com um traumatismo, com o tempo, ocorre deformação ungueal pelo comprometimento da matriz.

A paroníquia causada pela Cândida albicans se distingue da piogênica pelo caráter menos agudo.

O tratamento é feito com soluções anti-sépticas e, em seguida, com antimicótico, antibióticos, antitoxinas e radioterapia, dependendo do grau de infecção.

Fonte: www.nicepodologa.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Síndrome de Williams

Síndrome de Williams

PUBLICIDADE A síndrome de Williams é um distúrbio do desenvolvimento que afeta muitas partes do …

Líquen Escleroso

Líquen Escleroso

PUBLICIDADE O líquen escleroso é uma condição dermatológica que afeta principalmente mulheres após a menopausa …

Irite

Irite

PUBLICIDADE O que é A irite é inflamação da íris (a parte colorida do olho). …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+