Breaking News
Home / Saúde / Gonorreia

Gonorreia

O que causa a Gonorreia?

PUBLICIDADE

Ao falarmos de Gonorreia, estamos nos referindo a uma das DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) consideradas mais comuns no mundo. Ela é causada por uma bactéria chamada Neisseria gonorrhoeae. Ela é transmitida por meio de relações sexuais sem proteção.

Esta bactéria pode atingir tanto homens, quanto mulheres, infectando-os de modo semelhante. Trata-se de uma DST que pode, inclusive, ocorrer em qualquer idade, desde que a pessoa não tenha prática sexuais com uso de preservativo, além de ter uma vida sexual promíscua, com vários parceiros sem o uso de métodos de proteção (como os preservativos). Em caso de ocorrência desta doença em crianças, isso pode ser um sinal de abuso sexual.

Sintomas

A pessoa infectada com gonorreia pode apresentar uma inflamação na uretra, chamada de uretrite. Assim, surge um corrimento purulento, que tem aspecto leitoso. Outro sintoma é a disúria, que nada mais que é a ardência ao urinar. Esta doença tem como característica ser mais evidente em homens, podendo passar despercebida em mulheres.  No caso dos homens, 90% dos infectados apresentam sintomas de uretrite.

Já no caso das mulheres, até 50% podem contar com uma infecção assintomática. Assim, elas não sabem que estão infectadas, porém podem continuar a transmitir a bactéria. Isso favorece com que as complicações possam ser piores em mulheres, pois como elas acabam por não sentir certos sintomas, não procuram auxílio e tratamento médico. A bactéria tem predileção por se desenvolverem áreas quentes e úmidas do trato reprodutivo, como o colo do útero, o útero, as trompas de Falópio e a uretra. Inclusive, ela pode se desenvolver na boca, garganta, olhos e orifício retal.

Gonorreia

Diagnóstico

PUBLICIDADE

O diagnóstico se dá pela análise do corrimento purulento. Para tanto, pode ser utilizada uma pequena escova para colher material. A urina também pode ser usada para o diagnóstico.

Tratamento

O tratamento é feito da mesma maneira, tanto em homens, quanto mulheres:  é uma dose única de antibiótico. Durante o tratamento, indica-se abstinência sexual até o fim dos sintomas e, em casos assintomáticos, deve-se evitar relações ao menos por 1 semana após o tratamento.

Juliano Schiavo
Biólogo e mestre em Agricultura e Ambiente

Referências

PUBLICIDADE

PINHEIRO, P. Gonorreia – sintomas, transmissão e tratamento. Disponível em: www.mdsaude.com/2009/01/dst-gonorreia-e-clamidia.html. Acesso em 02/08/17

Gonorreia

A Gonorreia é também conhecida como pingadeira, esquentamento, gota matinal  ou corrimento.

Nos homens, seus sintomas aparecem após 2 a 10 dias do contato sexual suspeito, apresentando dor e ardência para urinar e uma secreção amarelada e viscosa na uretra (canal do órgão genital masculino), daí o termo uretrite gonocócica.

Nas mulheres, se apresenta de formas variáveis, desde quadros sem sintomas, até quadros com corrimento amarelado, viscoso e odor forte no órgão genital feminino e ou uretra.

Não sendo tratada pode apresentar complicações como infecções nos testículos e próstata nos homens e nas tubas uterinas nas mulheres, provocando dor e problemas de infertilidade.

Não raramente a gonorreia se complica podendo causar infecções nas Articulações, Fígado; Cérebro; Amígdalas e Faringe.

A chance de contrair gonorreia de uma pessoa infectada é de 90% a cada relação.

Mulheres grávidas podem, durante o parto, transmitirem a doença ao recém nascido, o qual apresentará uma série de complicações.

O tratamento é feito com antibióticos, pois a doença é causada por uma bactéria – Neisseria gonorrhoeae.

A prevenção é feita com o uso de preservativos e o tratamento das pessoas contaminadas e seus parceiros.

Portal São Francisco

Check Also

Luxação

Luxação

PUBLICIDADE Uma luxação, também chamada de luxação, ocorre quando há uma separação anormal na articulação, …

Amenorreia

Amenorreia

PUBLICIDADE A amenorreia é a ausência de menstruação. Pode ser normal ( fisiológico) ou indicativo …

Astenia

Astenia

Astenia é um sintoma de várias condições diferentes. As causas são muitas e podem ser …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.