Breaking News
Home / Saúde / Catarata

Catarata

PUBLICIDADE

Catarata – Definição

catarata é o fenômeno de opacificação do cristalino, quando este apresenta uma tonalidade esbranquiçada, que é responsável pela diminuição da acuidade visual com alteração da percepção das cores.

catarata se instala geralmente de forma progressiva. O tipo mais freqüente é a catarata senil.

catarata é uma patologia ocular que se caracteriza pela perda da transparência da lente natural dos olhos que é chamado cristalino.

Esta opacificação de cristalino provoca a perda da nitidez da imagem de forma progressiva, uma vez que a imagem encontra pelo caminho o critalino “nublado” e com isto não consegue chegar com nitidez até a retina.

Ela geralmente começa a aparecer após os 60 anos, mas em alguns casos pode aparecer antes desta idade.

Um número considerável de pessoas acima de 60 anos apresenta certo grau de opacificação do cristalino.

O que é catarata?

catarata se desenvolve na lente sensível do olho como aglomerados opacos de tecido. Como a lente focaliza a luz em imagens nítidas, assim como a lente de uma câmera, isso causa uma perda de visão específica.

Os sintomas incluem: obscuridade, borrão seletiva, cegueira noturna, visão dupla, cores amareladas ou cinza ou regiões de visão bloqueadas.

A catarata se forma na velhice ou pode acompanhar outras doenças, como diabetes. Quando diagnosticados precocemente, são removidos cirurgicamente com alto índice de sucesso.

A luz entra em nosso olho através da pupila, viaja através da lente e atinge nossa retina em uma imagem focada, clara e colorida.

O cristalino é suscetível ao acúmulo de filamentos protuberantes de proteína à medida que envelhecemos. Esta coleção interfere com o foco exato e cor em uma imagem.

Embora a catarata não seja uma nuvem, tumor ou infecção, ela ainda pode ser comparada a manchas de óleo nas lentes de uma câmera. Olhando pela câmera, você veria seções desfocadas, obstruídas ou sombreadas em seu campo de visão porque a sujeira espalhou a luz.

Catarata
Visão normal: A visão é clara e sem distorções

Catarata
Visão com catarata: já nesta imagem, a imagem aparece borrada , e a correção por óculos provoca pouca melhora

Embora o risco para essa condição seja extremamente alto em indivíduos com mais de 50 anos, eles não são o primeiro estágio da cegueira total de ambos os olhos.

Esses crescimentos podem comprometer seriamente as atividades comuns, como ler, dirigir à noite, assistir televisão ou até mesmo caminhar em um território desconhecido, mas nem sempre pioram progressivamente até que você não consiga mais enxergar. O diagnóstico preciso por um oftalmologista pode separar seus problemas de visão de doenças da retina, nervo óptico, córnea ou cérebro que podem ser causadas por doenças oculares não relacionadas, como degeneração macular ou glaucoma. Consulte seu médico ao primeiro sinal de perda de visão.

Como 70% das pessoas com mais de 75 anos têm pelo menos uma catarata, o diagnóstico precoce é a parte mais importante do processo de cura.

Os casos leves podem ser tratados temporariamente com uma prescrição de óculos diferente ou mudanças simples no estilo de vida, como dirigir apenas durante o dia ou usar uma luz mais forte para ler.

Uma solução permanente é a cirurgia de catarata com anestesia local. Embora você deva discutir os riscos da cirurgia com seu médico, esse procedimento comum tem uma taxa de sucesso de 95%.

Certifique-se de visitar seu oftalmologista a cada 1-3 anos, assim que você tiver mais de 50 anos, para detectar problemas mais cedo ou mais tarde.

O que é uma catarata secundária?

Globo ocular com catarata

Catarata secundária é uma complicação da cirurgia para remover uma catarata. Isso não ocorre em outras circunstâncias e as pessoas só correm o risco de ter essa condição se tiverem feito cirurgia de catarata.

Nem todo mundo terá uma catarata secundária, mas a boa notícia sobre esse distúrbio é que ele pode ser tratado com relativa facilidade.

Não há um cronograma específico sobre quando uma catarata secundária ocorrerá, mas ela definitivamente ocorrerá no mesmo olho que foi tratado cirurgicamente.

Algumas pessoas desenvolvem essa condição alguns anos após a cirurgia inicial, e outras podem notar sinais de surgimento apenas algumas semanas depois de terem feito a cirurgia de catarata.

Com uma catarata secundária, forma-se uma cicatriz na cápsula do cristalino do olho, que fica no lugar quando a catarata é removida. Como mencionado, nem todo mundo terá essa complicação.

Outros podem notar alguns dos sintomas mais comuns dessa condição. Isso é visão turva, que pode piorar progressivamente.

Os oftalmologistas são rápidos em apontar que tal sintoma nunca deve ser ignorado e eles encorajam as pessoas a consultar seus oftalmologistas rapidamente se houver visão turva.

Após o teste de diagnóstico, um oftalmologista pode confirmar se a catarata secundária está causando alterações na visão. Se for, essa condição geralmente é tratada rapidamente e é uma das cirurgias oftalmológicas menos inconvenientes oferecidas por oftalmologistas. Para reduzir o borrão, o médico usa um laser para remover a cápsula da lente.

A menos que uma pessoa esteja fazendo outra cirurgia ocular, isso normalmente é feito no consultório médico, com uma pequena quantidade de material para entorpecer o olho e com os olhos dilatados.

Na maioria dos casos, o procedimento termina muito rapidamente e não leva mais do que cerca de cinco minutos.

Os colírios de antibióticos podem ser necessários por alguns dias depois para garantir que nenhuma infecção ocorra.

A recuperação da cirurgia de catarata secundária demora um pouco mais. Os sintomas de desfocagem ainda podem continuar e algumas pessoas apresentam moscas volantes, pontos ou formas na frente dos olhos, fora da linha de visão. Muitas pessoas recuperam totalmente a visão, embora distúrbios visuais como moscas volantes possam persistir por alguns meses.

Os médicos geralmente marcam uma consulta de acompanhamento uma ou duas semanas após o procedimento, e este é um bom momento para os pacientes apresentarem preocupações sobre problemas de visão contínuos.

Catarata
A catarata ocorre quando parte do olho é danificada e as lentes dos olhos ficam turvas

A remoção da cápsula do cristalino em sua totalidade significa que a catarata não pode mais se formar nos olhos. Depois que as pessoas têm uma catarata secundária e este procedimento, o olho não deve mais ter catarata. Portanto, é importante atender a quaisquer novos sintomas de alteração da visão.

Sintomas como embaçamento após a recuperação de uma cirurgia secundária de catarata devem ser levados ao médico imediatamente, pois isso sugere problemas de visão não relacionados à catarata.

O que é o cristalino?

cristalino é uma lente natural do olho. Quando este fica opaco, os raios luminosos que formariam as imagens no fundo de olho ficam desviados (borrados), diminuindo a visão.

Os tipos de catarata são: congênita, juvenil, senil e as relacionadas com doenças sistêmicas, intra-oculares, traumas e substâncias tóxicas.

A catarata pode ser uni ou bilateral, total ou parcial. Pode também receber outros nomes como incipiente, madura, hipermadura (depende da fase) e subcapsular, nuclear ou cortical (dependendo do local mais afetado do cristalino).

Como surge a catarata?

Uma alteração na composição química do cristalino causa o surgimento da catarata. Ainda são desconhecidas as causas dessa alteração.

Como a catarata é diagnosticada?

Um exame oftalmológico de rotina é tudo que se precisa para que se diagnostique a catarata.Seu oftalmologista lhe pedirá para ler algumas letras, e depois dilatará suas pupilas, e com o auxílio de alguns aparelhos, examinará seus olhos por dentro e poderá com tranqüilidade lhe dizer se você tem ou não catarata.

Tipos de Catarata

SENIL: é o tipo de catarata mais comum. Ocorre em pessoas idosas (é relacionada a idade), geralmente após os 60 anos.
CÔNGENITA:
 a criança geralmente já nasce com catarata. Ocorre por doenças da mulher (como a rubéola e a toxoplasmose) durante a gravidez. Frequentemente está acompanhada de outras alterações.
TRAUMÁTICA: 
ocorre após acidentes com o olho. Geralmente é unilateral; o trauma, mesmo sem perfuração do olho pode provocar a opacificação do cristalino.
DO DIABÉTICO:
 Inicia-se geralmente em idade mais precoce e com perda visual mais rápida que na senil.
SECUNDÁRIA À MEDICAMENTOS: 
principalmente o corticóide; quando este é usado por longos períodos.

Quais são os sintomas da catarata?

Visão turva, embaçada ou pouco nítida;
Mudança na prescrição de óculos;
Sensação de uma fina película sobre os olhos;
Alteração da cor da pupila de preto para cinza, amarelo ou branco;
Visão noturna precária;
Percepção esmaecida de cores;
Percepção exageradamente brilhante da luz.

Quais as causas?

Congênita: A criança nasce com a doença, podendo ser decorrente de infecções intra-uterinas ou má formação do globo ocular.
Traumática: 
Ocorre após acidentes com o olho e, geralmente, é unilateral. Mesmo sem perfuração do olho, o trauma pode provocar a opacificação do cristalino.
Defeitos Metabólicos: 
O mais comum são os provocados pela diabetes, que se inicia, geralmente, em idade precoce e leva a uma perda visual mais rápida que em relação à catarata senil.

Secundária a medicamentos: Ocorre em função do uso de medicamentos, principalmente o corticóide, quando é usado por longos períodos. Existem ainda as cataratas secundárias a inflamação, causadas por choques elétricos, iatrogênicas e por outros problemas do globo ocular.

Catarata – Tratamento

O único tratamento eficaz na atualidade é o tratamento cirúrgico.

A técnica cirúrgica consiste em retirar o cristalino opacificado através da técnica de facoemulsificação, em que o núcleo cristalineano é emulsificado através de uma sonda com emissão de ultrassons intraoculares.

A vantagem desta técnica consiste no tamanho da incisão, de cerca de 3mm, que é muito menor que na técnica convencional, proporcionando uma recuperação da acuidade visual mais rápida, e por consequencia uma convalescencia pós operatória mais breve.

O procedimento habitual consiste em, ao término da emulsificação e aspiração do cristalino, colocar uma lente artificial no saco capsular (implante), cujo o grau é calculado em função de certos parâmetros, possibilitando a correção de certas ametropias ao mesmo tempo.

cirurgia de catarata é realizada sob anestesia local,e ambulatorialmente, o que permite ao paciente retornar ao seu domicílio no mesmo dia.

O pós-operatório é simples e consiste em tratamento local à base de colírios.

O tempo de convalescência vai depender da técnica utilizada, mas com a técnica de facoemulsificação a recuperação definitiva da visão se dá em um mês.

Fonte: atlas.ucpel.tche.br/www.lionsclubs.org/www.wisegeek.org/www.clinicalavue.com.br/www.drcampiolo.med.br/www.allaboutvision.com

Catarata – Vídeo

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Avaliação Cognitiva

PUBLICIDADE Definição de Avaliação Cognitiva A avaliação cognitiva (ou teste de inteligência) é usada para determinar as …

Hiperestesia

PUBLICIDADE Definição A hiperestesia é uma condição ou um estado que envolve um aumento anormal da sensibilidade …

Fantosmia

PUBLICIDADE Definição Fantosmia é a palavra médica usada pelos médicos quando uma pessoa sente o cheiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.