Breaking News
Home / Saúde / Enterocolite

Enterocolite

PUBLICIDADE

Definição

A enterocolite é uma causa de inflamação no trato digestivo. O distúrbio afeta especificamente os revestimentos internos do intestino delgado e do cólon, causando vários sintomas no corpo.

O que é

A enterocolite, também conhecida como enterocolite por salmonella, é uma infecção do intestino delgado resultante da exposição à bactéria salmonella.

Indivíduos infectados podem apresentar sintomas em até oito horas após a exposição e permanecer sintomáticos por até cinco dias. Casos graves de infecção podem levar a condições de risco de vida, incluindo envenenamento do sangue.

Uma forma comum de intoxicação alimentar, a enterocolite geralmente resulta da ingestão de alimentos e água contaminados por salmonella.

As bactérias prosperam em condições insalubres, especialmente quando se trata de preparação e armazenamento de alimentos. Existem fontes e situações adicionais que contribuem para a presença da bactéria salmonella, permitindo que ela floresça.

Alimentos como mariscos e aves que não são preparados corretamente são apenas um método de exposição à bactéria. Indivíduos em domicílios com membros da família que foram recentemente infectados com salmonella ou que se recuperaram recentemente de gastroenterite podem ter um risco aumentado de exposição à bactéria.

Certos animais de estimação reptilianos populares, como tartarugas e lagartos, são portadores comuns da bactéria salmonella, portanto, a lavagem das mãos deve ocorrer antes e depois do manuseio desses tipos de animais de estimação.

Indivíduos infectados podem desenvolver uma variedade de sintomas após a exposição.

Os sintomas podem incluir: náuseas, vômitos e febre. Os indivíduos também podem sentir dor abdominal e cãibras, calafrios e diarreia. Embora a infecção possa durar até duas semanas, os indivíduos geralmente são sintomáticos por até cinco dias antes de mostrar sinais de melhora.

Um diagnóstico de enterocolite é geralmente confirmado através de um exame físico e da administração de um ou mais testes.

Durante um exame físico, o médico assistente pode verificar sinais de sensibilidade ou erupção cutânea no abdome do indivíduo.

Testes conduzidos para confirmar a enterocolite podem incluir o teste de Widal e uma cultura de fezes.

O teste de Widal é um exame de sangue que mede o nível de anticorpos específicos, conhecidos como aglutininas, para determinar a presença de infecção.

Uma cultura de fezes envolve a coleta de matéria fecal que é enviada para um laboratório para teste.

O tratamento para enterocolite envolve a reposição de eletrólitos e fluidos que foram depletados devido à diarreia.

Medicamentos antidiarreicos e soluções de reposição de eletrólitos são administrados para restaurar o equilíbrio do sistema do indivíduo.

Nos casos em que os sintomas aumentaram em gravidade, um esquema antibiótico pode ser prescrito. Uma mudança na dieta é frequentemente recomendada para ajudar no alívio dos sintomas. Para promover o aumento das fezes, os indivíduos podem ser aconselhados a evitar produtos como leite, certas frutas e grãos até o desaparecimento dos sintomas.

A complicação mais comum associada à enterocolite é a desidratação, que pode se tornar fatal se não for tratada. É essencial que os indivíduos continuem consumindo líquidos enquanto são sintomáticos.

O envenenamento do sangue, conhecido como septicemia, é uma condição com risco de vida que pode resultar de casos graves de enterocolite.

Além disso, a infecção bacteriana também pode resultar no inchaço e irritação das membranas que cercam a medula espinhal e cérebro, conhecida como meningite.

O que é enterocolite necrosante?

A enterocolite necrosante é uma doença gastrointestinal que afeta principalmente bebês e recém-nascidos prematuros.

A doença causa a morte do tecido intestinal e pode causar graves danos aos órgãos ou destruição do intestino.

A causa do distúrbio é desconhecida, embora tenha sido teorizado que a falta de fluxo sanguíneo para os intestinos ou intestinos poderia impedir a produção de muco que protege o trato intestinal.

Alguns médicos acreditam que as bactérias também podem causar a doença.

A doença é quase sempre encontrada em recém-nascidos doentes ou prematuros, e geralmente se desenvolve nas primeiras duas semanas após o nascimento.

É uma das desordens gastrintestinais mais comuns e graves encontradas em bebês prematuros. Bebês nascidos precocemente têm intestinos imaturos e geralmente têm problemas para digerir alimentos e receber oxigênio suficiente.

Além disso, seus órgãos são mais propensos a infecções e sensíveis a mudanças no fluxo sanguíneo. Quando esses problemas são combinados, o risco de desenvolver enterocolite necrosante é significativamente aumentado.

Os sintomas de enterocolite necrosante incluem distensão do estômago e dor abdominal, intolerância alimentar ou incapacidade de comer, diarreia e vômitos, sangue nas fezes, letargia e temperatura instável do corpo.

Em casos raros, pode ocorrer um buraco ou perfuração nos intestinos, permitindo que as bactérias vazem para o abdômen. Isso pode causar uma infecção fatal conhecida como peritonite ou inflamação da parede intestinal.

O diagnóstico de enterocolite necrosante é geralmente confirmado por um raio-x. Um médico irá procurar um padrão de gás anormal nas paredes do intestino ou do ar na cavidade abdominal, o que indica que a condição está presente. Um cirurgião pode retirar o fluido do abdome através de uma agulha para determinar se há uma perfuração no intestino antes do início do tratamento.

Se um médico suspeitar que uma criança está sofrendo do distúrbio, a alimentação será interrompida e um tubo será inserido no estômago através das passagens nasais para aliviar o gás e remover o excesso de líquido.

Outros tratamentos para enterocolite necrosante incluem antibioticoterapia, reposição de fórmula ou leite materno por fluidos intravenosos e monitoramento contínuo do abdômen por meio de radiografias e exames físicos.

Se houver perfuração nos intestinos ou peritonite, a cirurgia será necessária para tratar a doença. Durante a cirurgia, o tecido morto é removido dos intestinos e uma colostomia é realizada.

A colostomia é um procedimento cirúrgico no qual o intestino grosso é trazido através da parede intestinal. Os resíduos sólidos serão então drenados para um saco preso ao abdômen.

Os intestinos são reconectados cirurgicamente mais tarde, geralmente após várias semanas, quando a infecção e a inflamação diminuíram.

Se um recém-nascido ou bebê prematuro começar a desenvolver sintomas de enterocolite necrosante, a criança deve ser levada imediatamente a um hospital para tratamento. Embora a condição seja muito séria, o tratamento rápido e agressivo geralmente melhora o resultado final. Deixou sem tratamento, complicações sérias e até a morte poderia ocorrer.

O que é enterite aguda?

Enterite aguda é um termo médico usado para descrever uma inflamação súbita envolvendo o intestino delgado.

Essa condição pode ter várias causas, incluindo o uso de alguns medicamentos, radioterapia ou doenças sistêmicas, como a doença de Crohn. Os sintomas podem incluir dor abdominal súbita, perda de apetite ou diarreia.

O tratamento depende da gravidade dos sintomas e pode incluir a reposição de líquidos perdidos, medicamentos ou reidratação em um ambiente hospitalar.

Quaisquer dúvidas ou preocupações sobre a enterite aguda em uma base individual devem ser discutidas com um médico ou outro profissional médico.

Em muitos casos, a enterite aguda é causada pelo consumo de comida ou água contaminada por bactérias nocivas.

Distúrbios auto-imunes, como a síndrome do intestino irritável ou a doença de Crohn, também podem causar episódios recorrentes de inflamação. Certos medicamentos, incluindo analgésicos vendidos sem prescrição médica, como o ibuprofeno ou o naproxeno, podem levar a essa condição, especialmente se forem tomadas mais do que a dose recomendada. A causa exata da inflamação nem sempre é conhecida, mesmo se testes diagnósticos forem realizados.

Os sintomas de enterite aguda geralmente se desenvolvem rapidamente e desaparecem sem tratamento em poucos dias. Em casos mais graves, a diarreia grave pode levar à desidratação.

Uma amostra de fezes pode ser tomada na tentativa de identificar o tipo específico de bactéria que causa a doença, mas este teste nem sempre é realizado.

Antibióticos podem ser úteis no tratamento de certos tipos de infecções bacterianas que podem levar ao desenvolvimento de enterite aguda.

A maioria dos casos de enterite aguda pode ser tratada em casa e não requer nenhum tratamento médico específico. Geralmente é uma boa ideia visitar um médico, especialmente se sintomas graves estiverem presentes, a fim de garantir que não haja condições médicas graves que precisem ser abordadas. Medicamentos vendidos sem prescrição médica desenvolvidos para tratar a diarreia podem ser úteis durante o processo de cura, e muitos líquidos devem ser consumidos para evitar a desidratação.

Se ocorrer desidratação grave, o paciente com enterite aguda pode precisar ser tratado em um ambiente hospitalar por alguns dias.

Quando isso ocorre, um pequeno tubo conhecido como cateter é inserido em uma veia para que fluidos e quaisquer medicamentos necessários possam ser entregues diretamente na corrente sanguínea.

Se os diuréticos estiverem sendo usados antes do desenvolvimento dos sintomas, eles podem precisar ser descontinuados até que o paciente se recupere.

Nenhuma mudança de medicação deve ser feita sem o consentimento prévio de um médico.

Uma bactéria Salmonella, que causa enterocolite

Fonte: www.stanfordchildrens.org/kidshealth.org/www.gosh.nhs.uk/www.wisegeek.org/www.chla.org/rarediseases.org/www.bliss.org.uk/eapsa.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Macrocefalia

PUBLICIDADE Definição Macrocefalia (ou “cabeça grande”) é uma razão muito comum para o encaminhamento a um …

Síndrome da Cabeça Chata

PUBLICIDADE O que é A síndrome da cabeça chata é uma condição na qual a cabeça de …

Polifagia

Polifagia

PUBLICIDADE Definição A polifagia é uma condição caracterizada por fome excessiva e aumento do apetite. Não importa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.