Breaking News
Home / Saúde / Micetoma

Micetoma

PUBLICIDADE

O que é

Um micetoma é uma condição médica caracterizada pela presença de uma infecção fúngica que afeta adversamente as cavidades pulmonares e contribui para o desenvolvimento de uma massa denominada aspergiloma pulmonar ou bola fúngica.

Proveniente de uma exposição a fungos aspergillus, a condição também pode afetar outros órgãos, incluindo os rins e o cérebro.

Indivíduos com condições médicas pré-existentes que afetam os pulmões ou comprometimento da imunidade são especialmente suscetíveis ao micetoma e devem evitar ambientes propícios ao crescimento de fungos aspergillus.

O aspergillus do fungo é onipresente e prospera nos ambientes onde o desperdício inoperante ou em decomposição está prontamente disponível.

Elementos como folhas mortas, composto e vegetação apodrecida oferecem aos fungos as condições ideais para o crescimento.

Os fungos também podem prosperar em áreas onde o grão é armazenado e nos excrementos das aves.

Uma vez inalado, o fungo pode atacar tecido pulmonar saudável ou parar em cavidades perfuradas no tecido por uma infecção ou doença pré-existente.

Condições que podem contribuir para a formação de cavidades no tecido pulmonar podem incluir sarcoidose, tuberculose e câncer de pulmão.

Após o fungo invadir o tecido, sua presença promove a formação de uma coleção de pus, conhecida como abscesso. Como o fungo prospera no tecido, ele amadurece, formando uma moita de infecção ou bola de fungo.

Na maioria dos casos, os indivíduos que adquirem micetoma podem permanecer assintomáticos, ou seja, não apresentam sintomas.

Aqueles que se tornam sintomáticos podem experimentar uma variedade de sinais que afetam diretamente seu sistema respiratório. Tosse, dor no peito, falta de ar e chiado são sintomas comuns associados a esta condição.

Sintomas adicionais podem incluir febre, perda de peso e desconforto geral.

Não é incomum para os indivíduos que adquirem micetoma e tornarem-se sintomáticos para tossir sangue, uma condição conhecida como hemoptise.

Um diagnóstico de micetoma pode ser confirmado através da administração de vários procedimentos de teste.

Indivíduos com uma suspeita de bola de fungo podem ser submetidos a um exame de sangue para verificar a presença de Aspergillus e avaliar os anticorpos do Aspergillus.

Uma cultura de escarro pode ser tomada para avaliar as secreções dos pulmões e brônquios do indivíduo quanto à presença de bactérias, nomeadamente aspergillus.

Testes adicionais podem incluir tomografia computadorizada (TC) e radiografia da região do tórax.

Uma vez confirmado o diagnóstico, geralmente não se toma nenhuma outra ação além da possível administração de um medicamento antifúngico.

Nos casos em que o indivíduo está sofrendo de hemoptise, uma assistência médica adicional pode ser necessária.

Uma angiografia pode ser realizada para avaliar a causa da hemoptise, que envolve a injeção de corante nos vasos sanguíneos do indivíduo para determinar a localização do sangramento.

Em alguns casos, a cirurgia pode ser necessária se o sangramento se tornar fatal ou não for facilmente administrado com o tratamento tradicional.

Casos graves de micetoma que afetam o membro de um indivíduo podem necessitar de amputação do apêndice afetado.

O prognóstico para os indivíduos sintomáticos depende da gravidade de sua condição e de sua saúde geral.

Aqueles com uma infecção ou doença subjacente podem exigir um regime de tratamento mais intensivo para controlar os sintomas e aliviar a infecção. Apesar da complexidade do tratamento cirúrgico, as taxas de sucesso são relativamente altas e os indivíduos geralmente recuperam completamente.

As complicações associadas ao micetoma podem tornar-se potencialmente fatais se forem ignoradas. Os indivíduos podem sentir dificuldade em respirar, o que pode piorar com o tempo.

Aqueles com hemoptise podem experimentar uma progressão dos sintomas que resultam em sangramento substancial que se origina no pulmão.

A aspergilose invasiva aguda é um risco adicional e envolve a disseminação da infecção para outras partes do corpo.

Transmissão

A transmissão ocorre quando o organismo causador entra no corpo através de pequenos traumas ou lesões penetrantes, geralmente picadas de espinhos.

Existe uma relação clara entre micetoma e indivíduos que andam descalços e são trabalhadores manuais. A doença é comum entre as populações descalças que vivem em áreas rurais em regiões endêmicas, mas nenhuma pessoa está isenta.

Definição

Um micetoma é uma infecção bacteriana ou fúngica crônica, lentamente progressiva, geralmente do pé ou da perna, caracterizada por nódulos que descarregam uma pus oleosa.

Resumo

O micetoma é uma doença causada por certos tipos de bactérias e fungos encontrados no solo e na água. Essas bactérias e fungos podem entrar no corpo através de uma ruptura na pele, geralmente no pé da pessoa.

A infecção resultante causa massas firmes, geralmente indolores, mas debilitantes, sob a pele, que podem afetar o osso subjacente.

O micetoma pode ser causado por bactérias (actinomicetoma) ou fungos (eumicetoma).

O micetoma afeta pessoas de todas as idades e é mais comum em homens.

Esta doença afeta principalmente as pessoas mais pobres nas regiões rurais da África, América Latina e Ásia que estão localizadas perto do equador da Terra e têm climas secos.

O micetoma raramente foi relatado nos Estados Unidos nas últimas décadas. Uma revisão da literatura de 1890 a 2014 mostrou menos de 80 casos ocorrendo nos EUA. Viajantes dos Estados Unidos para áreas onde o micetoma foi relatado correm baixo risco de contrair micetoma.

Isso ocorre porque o micetoma em desenvolvimento requer a exposição repetida da pele danificada ao solo e à água que contêm micróbios que causam micetoma, durante longos períodos de tempo, e é improvável que os viajantes tenham exposição suficiente para correr riscos.

O diagnóstico requer avaliação laboratorial de uma biópsia, ou pequena amostra de tecido, da área infectada.

O tratamento para micetoma inclui antibióticos ou medicação antifúngica, dependendo do tipo de micróbio que o está causando, e a cirurgia às vezes é necessária para cortar o tecido infectado.

Usar sapatos pode ajudar a prevenir o micetoma.

Fonte: www.who.int//www.cdc.gov/www.ncbi.nlm.nih.gov/www.dndi.org/www.dermnetnz.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Viroides

PUBLICIDADE Definição Os viroides são os menores patógenos infecciosos conhecidos, constituídos apenas por um RNA circular …

Supernova

PUBLICIDADE Uma supernova é a explosão de uma estrela na qual a estrela pode atingir …

Animais Invertebrados

PUBLICIDADE Definição de Invertebrado Invertebrados são animais que não têm espinha dorsal. A coluna vertebral …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.