Breaking News
Home / Saúde / Fosfolipidose

Fosfolipidose

PUBLICIDADE

A fosfolipidose é um acúmulo intracelular excessivo de fosfolipídios e drogas, que normalmente é reversível após a descontinuação do tratamento medicamentoso.

A fosfolipidose é um distúrbio generalizado de fosfolipídios com grandes depósitos, derivados do surfactante alveolar, nos alvéolos pulmonares.

O que é Fosfolipidose?

Fosfolipidose é uma condição caracterizada por um acúmulo de fosfolipídios nos tecidos do corpo.

Esses compostos normalmente fazem parte da parede celular e do esqueleto e estão continuamente presentes em níveis baixos, mas em pessoas com essa condição, esses níveis aumentam muito. Isso contribui para o desenvolvimento de estruturas conhecidas como corpos mielóides.

Essas estruturas podem ser vistas em exames microscópicos do tecido e podem ser usadas para diagnosticar pacientes com fosfolipidose.

Esta condição é uma forma de distúrbio de armazenamento lisossomal.

Os lisossomos são estruturas encontradas no interior das células responsáveis pelo metabolismo de materiais residuais, para que possam ser excretados.

Em pessoas com distúrbios de armazenamento lisossomal, os lisossomas não são capazes de realizar seus trabalhos, e os compostos que normalmente quebram e excretam ficam presos nas células. Muitos desses distúrbios metabólicos são hereditários, mas alguns podem ser induzidos por drogas, como ocorre com a fosfolipidose.

Uma variedade de classes de drogas pode causar essa condição e, apesar de numerosos estudos científicos, o mecanismo pelo qual ocorre a fosfolipidose não é totalmente compreendido. Em alguns pacientes, a condição se resolve sozinha, especialmente quando a medicação é descontinuada. Em outros, pode necessitar de tratamento específico, como troca de medicamentos ou retirada do medicamento para permitir a recuperação do corpo.

Essa reação adversa ao medicamento é motivo de preocupação porque a presença de fosfolipidose pode ser um indicador de que outros metabólitos de drogas também estão se acumulando no tecido do corpo em vez de serem excretados.

Em pacientes diagnosticados com esta doença, um médico pode recomendar o teste de função hepática e renal para ver se esses órgãos estão tendo dificuldade em metabolizar medicamentos e outros compostos que entram no corpo. Se esses órgãos forem comprometidos, um plano de tratamento precisa ser desenvolvido para resolvê-lo.

Fosfolipidose
A função hepática pode ser testada em pessoas com fosfolipidose

Nos casos em que a fosfolipidose é um risco, os médicos fornecerão aos pacientes informações sobre as complicações e os sinais de alerta das interações medicamentosas.

Os testes podem ser recomendados para verificar se há fosfolipídios nos tecidos do corpo e os médicos estão especialmente alertas para o declínio da função respiratória e dos sinais de doença hepática e renal.

É importante identificar precocemente as interações medicamentosas e as reações prejudiciais, antes que elas causem danos permanentes ou resultem em complicações que exijam tratamento extensivo.

Fosfolipidose
Declínios na função respiratória podem ser indicativos de fosfolipidose

Drogas associadas à fosfolipidose incluem medicação para angina, antidepressivos, antimaláricos e drogas destinadas a reduzir os níveis de colesterol no sangue.

A fosfolipidose induzida por drogas é uma preocupação para os pacientes com esses medicamentos, bem como outros efeitos colaterais e complicações potenciais.

Fosfolipidose induzida por Fármacos

A fosfolipidose é um distúrbio de armazenamento lisossômico caracterizado pelo acúmulo excessivo de fosfolipídios intracelulares nos tecidos, como fígado, rim e pulmão. Está bem estabelecido que um grande número de drogas anfifílicas catiônicas tem o potencial de induzir a fosfolipidose. Estes incluem antibacterianos, antipsicóticos, antidepressivos, antiantiginais, antimaláricos, antiarrítmicos e agentes redutores de colesterol.

Diversos mecanismos têm sido propostos para a fosfolipidose induzida por drogas, incluindo a inibição da atividade enzimática das fosfolipidases e a ligação do fármaco ao fosfolipídio para formar complexos fármaco-fosfolipídeos que não podem ser degradados pelas fosfolipidases.

A fosfolipidose não constitui necessariamente toxicidade e pode resolver por si só, mas prediz o acúmulo de drogas ou metabólitos que levaram a insuficiência hepática, renal ou respiratória.

A esteatose pode resultar como conseqüência de drogas interferindo no processamento lipídico hepático, levando ao acúmulo de triglicérides nas células do fígado. Esta condição pode levar a inflamação prejudicial do fígado ou esteato-hepatite.

A descontinuação do medicamento desencadeante geralmente leva à reversão da esteatose.

A acumulação de ácidos gordos, como consequência da esteatose têm levado à retirada de drogas comercializadas e revisto orientações terapêuticas para a utilização de drogas (por exemplo, tetraciclina e ácido valpróico).

Fosfolipidose induzida por Drogas: um tratamento de armazenamentolisossômico adquirido

Existe uma forte associação entre deficiências enzimáticas dos lisossomas e distúrbios monogênicos, resultando em doença de armazenamento lisossomal. Das mais de 75 proteínas lisossomais caracterizadas, dois terços estão diretamente ligados a doenças hereditárias do metabolismo. Apenas uma doença de armazenamento lisossômico, doença de Niemann-Pick, está associada a um metabolismo deficitário de fosfolípides.

No entanto, outras fosfolipases são encontradas no lisossoma, mas permanecem pouco caracterizadas. Uma exceção recente é a fosfolipase A2 lisossômica (fosfolipase A2 do grupo XV).

Embora nenhum distúrbio hereditário do metabolismo dos fosfolipídios lisossômicos tenha sido associado a uma perda de função dessa lipase, esta enzima pode ser um alvo para uma forma adquirida de armazenamento lisossomal, a fosfolipidose induzida por drogas.

Fonte: www.sciencedirect.com/www.wisegeek.org/medical-dictionary.thefreedictionary.com/www.cyprotex.com/www.ncbi.nlm.nih.gov

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Doença de Addison

Doença de Addison

PUBLICIDADE Definição A doença de Addison é causada por danos nas glândulas supra-renais, que produzem hormônios para …

Anticoagulante

Anticoagulante

PUBLICIDADE Definição Os anticoagulantes evitam que o sangue coagule ou se transformem em aglomerados sólidos de células …

Xerose

Xerose

PUBLICIDADE Definição de Xerose O termo “xerose” vem da língua grega. “Xero-” significa “seco” e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.