Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Saúde / Distrofia Muscular

Distrofia Muscular

PUBLICIDADE

Definição

A distrofia muscular é um distúrbio genético que enfraquece gradualmente os músculos do corpo.

É causada pela informação genética incorreta ou ausente que impede o corpo de produzir as proteínas necessárias para construir e manter os músculos saudáveis.

Existem várias formas principais de distrofia muscular, que podem afetar os músculos em vários graus. Em alguns casos, a distrofia muscular começa a causar problemas musculares na infância; em outros, os sintomas não aparecem até a idade adulta.

Visão global

A distrofia muscular é um grupo de doenças que causam fraqueza progressiva e perda de massa muscular.

Na distrofia muscular, genes anormais (mutações) interferem na produção de proteínas necessárias para formar músculos saudáveis.

Existem muitos tipos diferentes de distrofia muscular.

Os sintomas da variedade mais comum começam na infância, principalmente em meninos.

Outros tipos não aparecem até a idade adulta.

Não há cura para a distrofia muscular. Mas medicamentos e terapia podem ajudar a controlar os sintomas e retardar o curso da doença.

O que é Distrofia muscular?

A distrofia muscular é uma condição hereditária que afeta os músculos do corpo.

Existem 20 diferentes tipos desta condição, e todos eles resultam em uma deterioração progressiva dos músculos, levando à fraqueza e incapacidade. O tipo mais comum de distrofia muscular é chamado de distrofia de Duchenne.

Outros tipos comuns incluem distrofia miotica, distrofia de cinturas e distrofia facio-escápulo-umeral.

A idade em que a distrofia aparece depende do tipo de distrofia muscular. Esta condição pode ocorrer a qualquer momento desde o nascimento até cerca de 40 anos de idade. É uma condição genética, ou seja, é herdada através de genes anormais dos pais. A distrofia de Duchenne ocorre apenas em homens, mas pode ser transmitida por uma mãe que é portadora do gene anormal. Com a distrofia miotônica, há uma chance de que metade dos filhos de um casal seja afetada.

O principal sintoma da distrofia muscular é um enfraquecimento gradual dos músculos. Os músculos se deterioram a tal ponto que a imobilidade eventualmente ocorre. Esta condição afeta os músculos do corpo e, em alguns casos, os músculos faciais. A escala de tempo de deterioração é geralmente muito lenta, mas em alguns casos, é severa o suficiente para encurtar a expectativa de vida.

O diagnóstico geralmente acontece após a fraqueza muscular ter aparecido. Exames de sangue são necessários para identificar o gene anormal e identificar quanta deterioração muscular ocorreu. Testes de ultra-som também são realizados, juntamente com testes de eletrocardiograma. Estes testes para danos ao coração e irregularidades cardíacas. Testes para atividade muscular elétrica também são comuns.

Existem algumas complicações importantes que podem ocorrer devido à distrofia muscular. Estes podem incluir infecção grave no peito que pode levar a dificuldades respiratórias. Também pode haver a chance de curvatura da coluna devido ao enfraquecimento dos músculos. O músculo cardíaco também pode se tornar fraco.

Não há cura ou tratamento para a distrofia muscular. A fisioterapia pode ajudar a prevenir qualquer deformidade em fases posteriores da doença. As pessoas que carregam o gene anormal devem procurar o conselho de um médico se estiverem considerando ter filhos. Os testes podem identificar quaisquer anormalidades nos estágios iniciais da gravidez e podem mostrar se o gene está presente no feto.

Quais são os diferentes tipos de doenças musculares esqueléticas?

Há uma variedade de diferentes doenças musculares esqueléticas, cada uma com o seu próprio conjunto de sintomas.

Algumas das doenças mais comuns que afetam os músculos esqueléticos incluem distrofia muscular, fibromialgia e paralisia cerebral.

Doenças adicionais do músculo esquelético incluem esclerose lateral amiotrófica e miastenia gravis. Um médico provavelmente pedirá uma série de exames de sangue ou exames de imagem para descartar condições médicas mais graves e ajudar no diagnóstico desses distúrbios. Se o paciente ou cuidador tiver dúvidas ou preocupações sobre o diagnóstico de doenças específicas do músculo esquelético, deve consultar um médico ou outro profissional da área médica.

A distrofia muscular e a paralisia cerebral estão entre as doenças musculares esqueléticas mais frequentemente diagnosticadas em crianças. Caracterizado como um desperdício de músculos, a distrofia muscular pode causar vários graus de problemas de mobilidade, bem como problemas cardíacos ou pulmonares. A fisioterapia e o uso de dispositivos de apoio, como aparelhos ortodônticos ou cadeiras de rodas, são opções de tratamento padrão para aqueles que são diagnosticados com distrofia muscular. A paralisia cerebral afeta o tônus muscular e pode levar a deformidades envolvendo os músculos ou articulações.

Prescrição de medicamentos, fisioterapia ou intervenção cirúrgica podem ser usados para tratar a paralisia cerebral.

Distrofia muscular

O sistema muscular humano

A fibromialgia é mais comum entre as mulheres, embora a razão para isso não seja claramente entendida. Dor muscular, fadiga e depressão estão entre os sintomas mais freqüentemente relatados dessa doença. O tratamento para a fibromialgia pode ser um pouco complexo e geralmente envolve uma combinação de medicamentos prescritos, ajustes no estilo de vida e fisioterapia.

A esclerose lateral amiotrófica ou doença de Lou Gehrig, é uma das doenças musculares esqueléticas mais debilitantes. Esta é uma doença progressiva que ocorre quando os neurônios motores no cérebro e na medula espinhal ficam danificados. Com o tempo, isso leva a uma falta de comunicação entre o cérebro e os músculos, fazendo com que o paciente perca a capacidade de controlar os movimentos musculares. É é considerada uma doença terminal, embora os medicamentos e os avanços tecnológicos possam prolongar a vida de pacientes com essa doença.

Miastenia gravis é uma doença incurável que se desenvolve como resultado da quebra da comunicação entre os músculos e nervos do corpo, levando a uma perda de controle muscular. Problemas de mobilidade são comuns, e a capacidade de respirar ou engolir também pode ser afetada. Embora os medicamentos prescritos sejam frequentemente úteis para o tratamento dos sintomas da miastenia gravis, a cirurgia ou outros procedimentos médicos também são frequentemente necessários.

Quais são os sintomas da Distrofia muscular?

Existem muitas formas diferentes de distrofia muscular, uma condição genética caracterizada por fraqueza muscular progressiva e eventual perda muscular.

Reconhecer os sintomas da distrofia muscular pode ajudar as pessoas a identificar a condição nos estágios iniciais, o que pode permitir mais oportunidades de tratamento e intervenção. Especialmente em famílias com história da doença, é importante observar os primeiros sinais de alerta e considerar o aconselhamento genético para discutir as implicações da história familiar.

Em muitos pacientes com distrofia muscular, o desenvolvimento na primeira infância ocorre normalmente. No entanto, à medida que a criança começa a engatinhar, começam a aparecer sinais de fraqueza muscular, como aumento da fadiga, dificuldade para sentar-se, dificuldade para andar, bamboleio e problemas em pé. O paciente também pode apresentar sinais de distrofia muscular, como quedas frequentes, dificuldade em negociar mudanças de inclinação ou de terreno e anormalidades na marcha, como andar na ponta dos pés.

À medida que a distrofia muscular progride, o paciente pode desenvolver músculos aumentados, queda das pálpebras e face e dificuldade para respirar. Em alguns pacientes, os sintomas da distrofia muscular podem não aparecer até a adolescência ou a idade adulta, e a forma de distrofia muscular envolvida é geralmente leve. Outros pacientes experimentam o início dos sintomas em uma idade muito precoce na infância ou na infância.

Com o passar do tempo, o paciente pode perder a capacidade de andar e experimentar um comprometimento severo das articulações causado por contraturas (ou encurtamento) nos músculos que circundam as articulações, levando a uma redução na amplitude de movimento do paciente.

Distrofia muscular

Esta condição é mais comumente vista em meninos, porque é uma característica ligada ao X. Traços ligados ao X aparecem em meninos porque eles herdam uma cópia de um gene defeituoso em seu cromossomo X, e o cromossomo Y não tem o material genético para equilibrar o gene defeituoso. As mulheres podem ser portadoras de distrofia muscular, mas elas não costumam desenvolver a doença porque precisam de dois cromossomos X defeituosos. Algumas mulheres desenvolvem sintomas leves de distrofia muscular quando são portadoras, dependendo da forma que elas carregam.

Se os sintomas da distrofia muscular são identificados em uma criança, o médico pode usar um teste de creatina quinase do sangue como uma ferramenta de diagnóstico precoce. Se o teste revelar anormalidades, o médico pode recomendar testes genéticos para determinar qual forma de distrofia muscular está envolvida, usando essas informações para desenvolver recomendações de tratamento e um plano de longo prazo para o paciente.

O tratamento adequado pode melhorar radicalmente a qualidade de vida e a independência do paciente, além de potencialmente aumentar a expectativa de vida do paciente.

O que é Distrofia muscular congênita?

A distrofia muscular congênita é uma forma de distrofia muscular que se apresenta ao nascimento ou em lactentes muito jovens.

A distrofia muscular é uma doença genética que provoca a degeneração dos músculos, causando fraqueza e problemas de coordenação. Esta forma da doença é diagnosticada através da biópsia do tecido muscular, e os sintomas se apresentam antes da criança completar dois anos de idade.

A distrofia muscular congênita é causada pela mutação de uma das 3.000 proteínas musculares do corpo. Acredita-se que esta forma de distrofia muscular seja causada pela mutação de laminina alfa-4, laminina alfa-2, integrina alfa 9, POM1, FKRP ou selenoproteína.

Como a distrofia muscular congênita é uma classe de doenças, o prognóstico, os sintomas e o desenvolvimento da doença geralmente serão determinados pela gravidade da mutação e pela proteína na qual a mutação ocorreu. O distúrbio genético pode ser transmitido de um ou ambos os pais, qualquer um dos quais pode ser afetado pela doença, ou pode ser transmitido para uma criança se um ou ambos os pais da criança forem portadores da doença genética.

A distrofia muscular congênita também pode ocorrer como resultado de mutação espontânea na célula de um feto ou de uma criança.

Distrofia muscular

Crianças nascidas com distrofia muscular congênita podem apresentar sintomas de coluna não rígida, membros flexíveis e músculos fracos. A criança pode ter músculos fracos na garganta ou na boca, o que dificulta a deglutição, e se a doença afetar os músculos do diafragma, a respiração pode ser difícil. Algumas células de proteína afetadas pela mutação também são encontradas no cérebro, o que pode causar convulsões e retardo mental. Problemas de digestão e tonturas freqüentes também são sintomas. Conforme a doença progride, os músculos do coração, pulmões e outros órgãos podem enfraquecer, juntamente com a deterioração progressiva dos músculos dos membros, o que pode levar à paralisia ou incapacitação.

Esta doença não pode ser curada, mas opções de tratamento para diminuir a gravidade dos sintomas ou futuras complicações da doença estão disponíveis.

Exercício e fisioterapia podem ajudar a prevenir contraturas e aumentar a flexibilidade da pessoa. Um médico pode sugerir certos medicamentos prescritos ou de venda livre para reduzir a dor e a rigidez, diminuir a inflamação ou evitar convulsões. Outras medidas podem ser tomadas para reduzir o efeito da doença no coração e no sistema respiratório.

Tipos de distrofia muscular

Existem mais de 30 tipos diferentes de distrofia muscular.

Os principais tipos são:

Distrofia muscular de Duchenne
Distrofia muscular de Becker
distrofia muscular congênita
distrofia muscular das cinturas
distrofia muscular facioscapulohumeral
Distrofia miotônica
distrofia muscular oculopharangeal
Distrofia muscular de Emery-Dreifuss.

Alguns desses tipos de distrofia muscular são subdivididos em subtipos. Por exemplo, existem mais de 20 tipos de distrofia muscular das cinturas.

Existe considerável variação na severidade e distribuição da degeneração muscular entre os vários tipos de distrofia muscular:

A distrofia muscular de Duchenne, o tipo mais comum da doença, é causada por um problema com o gene que produz uma proteína chamada distrofina. Esta proteína ajuda as células musculares a manter sua forma e força. Sem ela, os músculos se quebram e a pessoa fica gradualmente mais fraca. A distrofia muscular de Duchenne afeta meninos. Os sintomas geralmente começam entre 2 e 6 anos de idade. Aos 10 ou 12 anos, as crianças com a distrofia muscular de Duchenne geralmente precisam usar uma cadeira de rodas. O coração também pode ser afetado, e as pessoas com a distrofia muscular de Duchenne precisam ser acompanhadas de perto por um especialista em pulmão e coração. Eles também podem desenvolver escoliose (curvatura da coluna vertebral) e aperto nas articulações. Com o tempo, até os músculos que controlam a respiração ficam mais fracos, e uma pessoa pode precisar de um ventilador para respirar.

A distrofia muscular de Becker, como a distrofia muscular de Duchenne, afeta meninos. A doença é muito semelhante à DMD, mas seus sintomas podem começar mais tarde e podem ser menos graves. Os sintomas como a quebra muscular e fraqueza às vezes não começam até os 10 anos de idade ou até a idade adulta. Pessoas com distrofia muscular de Becker também podem ter problemas respiratórios, cardíacos, ósseos, musculares e articulares. Muitas pessoas com distrofia muscular de Becker podem viver vidas longas e ativas sem usar uma cadeira de rodas.

A distrofia muscular de Emery-Dreifuss geralmente começa a causar sintomas no final da infância até o início da adolescência e às vezes até aos 25 anos. A distrofia muscular de Emery-Dreifuss é outra forma de distrofia muscular que afeta principalmente meninos. Envolve músculos dos ombros, braços e canelas, e muitas vezes causa problemas articulares (as articulações podem se tornar mais fortes em pessoas com distrofia muscular de Emery-Dreifuss. O músculo cardíaco também pode ser afetado.

A distrofia muscular de cinturas escapular afeta igualmente meninos e meninas, enfraquecendo os músculos dos ombros e parte superior dos braços e ao redor dos quadris e coxas. A distrofia muscular de cinturas escapular pode começar na infância ou até a metade da idade adulta, e geralmente progride lentamente. Com o tempo, uma cadeira de rodas pode ser necessária para se locomover. Existem muitos tipos diferentes de distrofia muscular de cinturas escapular, cada um com seus próprios recursos específicos.

A distrofia muscular Facioscapulohumeral pode afetar tanto os rapazes como as mulheres, e geralmente começa durante a adolescência ou início da idade adulta. A distrofia muscular Facioscapulohumeral afeta os músculos do rosto e dos ombros e às vezes causa fraqueza nas pernas. As pessoas com este tipo de distrofia podem ter dificuldade em levantar os braços, assobiar ou fechar os olhos com força. Essa forma de distrofia muscular pode ser leve em algumas pessoas e mais grave em outras.

Miotônica Distrofia (MMD) é uma forma de distrofia muscular em que os músculos têm dificuldade em relaxar. Na adolescência, pode causar vários problemas, incluindo fraqueza muscular e perda (onde os músculos encolhem com o tempo), catarata e problemas cardíacos.

A distrofia muscular congênita (DMC) é o termo para todos os tipos de distrofia muscular que mostram sinais em bebês e crianças pequenas, embora o MD nem sempre seja diagnosticado imediatamente. Como outras formas de distrofia muscular, a distrofia muscular envolve fraqueza muscular e tônus muscular fraco. Ocorrendo em meninas e meninos, pode ter sintomas diferentes. Varia em quão severamente afeta as pessoas e quão rapidamente ou lentamente se agrava. Em casos raros, o distrofia muscular congênita pode causar deficiências de aprendizado ou intelectual.

A expectativa de vida (em outras palavras, por quanto tempo uma pessoa pode viver) para muitas dessas formas de distrofia muscular depende do grau em que os músculos de uma pessoa estão enfraquecidos, bem como do quanto o coração e os pulmões são afetados.

O que é distrofia muscular de Duchenne?

A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é um distúrbio genético caracterizado por degeneração muscular progressiva e fraqueza.

É um dos nove tipos de distrofia muscular.

Nos estágios iniciais distrofia muscular de Duchenne (DMD) afeta os músculos do ombro e do braço e os músculos dos quadris e coxas. Essas fraquezas levam à dificuldade de subir do chão, subir escadas, manter o equilíbrio e levantar os braços.

A distrofia muscular de Duchenne (DMD) é causada pela ausência da distrofina, uma proteína que ajuda a manter as células musculares intactas.

O início dos sintomas ocorre na primeira infância, geralmente entre as idades de 3 e 5 anos.

A doença afeta principalmente meninos, mas em casos raros pode afetar meninas.

Resumo

A distrofia muscular é o nome dado a um grupo de desordens neuromusculares que causam fraqueza progressiva e irreversível e perda de massa muscular.

Existem mais de 30 tipos diferentes de distrofia muscular. São condições genéticas, o que significa que são causadas por uma alteração na composição genética.

Os genes que causam a maioria dos casos de distrofia muscular foram identificados e a função desses genes foi estudada. Muitos dos genes estão envolvidos no fornecimento de força à estrutura muscular.

Existem aproximadamente 30 outros distúrbios neuromusculares que muitas vezes são confundidos com distrofia muscular, porque eles também causam fraqueza muscular. No entanto, nessas condições, a fraqueza muscular geralmente não é causada por um problema dentro dos próprios músculos, mas pelos nervos ou neurônios motores que os controlam, ou pelo fornecimento de energia aos músculos. Estes incluem atrofia muscular espinhal, neuropatias como doença de Charcot-Marie-Tooth, miastenia gravis e miopatias (incluindo miopatias metabólicas, mitocondriais e inflamatórias).

Fonte: www.mayoclinic.org/www.wisegeek.org/www.mda.org/www.nhs.uk/musculardystrophynews.com/medlineplus.gov/www.betterhealth.vic.gov.au/kidshealth.org

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Piebaldismo

O que é PUBLICIDADE O piebaldismo é um distúrbio autossômico dominante raro, caracterizado pela ausência …

Desidratação

PUBLICIDADE O que é A desidratação ocorre quando seu corpo perde mais fluido do que …

Síndrome de Williams

Síndrome de Williams

PUBLICIDADE A síndrome de Williams é um distúrbio do desenvolvimento que afeta muitas partes do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

QUESTION 1 You are managing a SharePoint farm in an Active Directory Domain Services (AD DS) domain. You need to configure a service account to use domain credentials. What should you do first? A. Configure the service account to use a domain user account. B. Register the domain credentials in the Farm Administrators group. C. Configure the service account to use a local user account. D. Register the domain credentials as a SharePoint managed account. Correct Answer: D Explanation QUESTION 2 A company named Contoso, Ltd. has a SharePoint farm. The farm has one Search service application configured. The Search service application contains five crawl databases, all of which contain content. Contoso plans to crawl knowledge base content from its partner company Litware, Inc. The knowledge base content must be stored in a dedicated crawl database. You need to configure crawling. What should you do? A. Add a crawl database that contains the Litware knowledge base to the existing Search service application. B. Provision a new Search service application. Configure the service application to crawl the Litware knowledge base content. C. Set the MaxCrawlDatabase parameter to 6. D. Create a dedicated Microsoft SQL Server instance for the Litware crawl database. Correct Answer: B Explanation Explanation/Reference: The maximum number of crawl databases is 5 per Search service application so we need another Search service application. This maximum limit is increased to 15 with an Office 2013 update but the question doesn't mention that this update is installed so we have to assume the question was written before the update was released. QUESTION 3 A company uses SharePoint 2013 Server as its intranet portal. The Marketing department publishes many news articles, press releases, and corporate communications to the intranet home page. You need to ensure that the Marketing department pages do not impact intranet performance. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. In Central Administration, set up a User Policy for the Super User and Super Reader accounts. B. Configure IIS to use the Super User and Super Reader accounts for caching. C. Use the Farm Configuration Wizard to configure the Super User and Super Reader accounts. D. Use Windows PowerShell to add the Super User and Super Reader accounts. Correct Answer: AD Explanation Explanation/Reference: A: The way to correct this problem is to first create two normal user accounts in AD. These are not service accounts. You could call them domain\superuser and domain\superreader, but of course that's up to you. The domain\superuser account needs to have a User Policy set for that gives it Full Control to the entire web application. D: If you are using any type of claims based authentication you will need to use Windows PowerShell. And Windows PowerShell is the hipper more modern and sustainable option anyway. If you are using classic mode authentication run the following cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "domain\superreader" $w.Update() If you are using claims based authentication run these cmdlets on one of your SharePoint servers: $w = Get-SPWebApplication "http:///" $w.Properties["portalsuperuseraccount"] = "i:0#.w|domain\superuser" $w.Properties["portalsuperreaderaccount"] = "i:0#.w|domain\superreader" $w.Update() Note: * If you have a SharePoint Publishing site and you check the event viewer every once in a while you might see the https://www.pass4itsure.com/70-331.html following warning in there: Object Cache: The super user account utilized by the cache is not configured. This can increase the number of cache misses, which causes the page requests to consume unneccesary system resources. To configure the account use the following command 'stsadm -o setproperty -propertynameportalsuperuseraccount -propertyvalue account -urlwebappurl'. The account should be any account that has Full Control access to the SharePoint databases but is not an application pool account. Additional Data: Current default super user account: SHAREPOINT\system This means that the cache accounts for your web application aren't properly set and that there will be a lot of cache misses. If a cache miss occurs the page the user requested will have to be build up from scratch again. Files and information will be retrieved from the database and the file system and the page will be rendered. This means an extra hit on your SharePoint and database servers and a slower page load for your end user. Reference: Resolving "The super user account utilized by the cache is not configured." QUESTION 4 You are managing a SharePoint farm. Diagnostic logs are rapidly consuming disk space. You need to minimize the amount of log data written to the disk. Which two actions should you perform? (Each correct answer presents part of the solution. Choose two.) A. Set the log event level to Information. B. Set the log event level to Verbose. C. Set the log trace level to Medium. D. Set the log trace level to Verbose. E. Set the log event level to Warning. F. Set the log trace level to Monitorable. Correct Answer: EF Explanation Explanation/Reference: E: Event Levels Warning, Level ID 50 Information, Level ID: 80 Verbose, Level ID: 100 F: Trace levels: Monitorable: 15 Medium: 50 Verbose: 100 Note: When using the Unified Logging System (ULS) APIs to define events or trace logs, one of the values you must supply is the ULS level. Levels are settings that indicate the severity of an event or trace and are also used for throttling, to prevent repetitive information from flooding the log files. Reference: Trace and Event Log Severity Levels QUESTION 5 A company's SharePoint environment contains three web applications. The root site collections of the web applications host the company intranet site, My Sites, and a Document Center. SharePoint is configured to restrict the default file types, which prevents users from uploading Microsoft Outlook Personal Folder (.pst) files. The company plans to require employees to maintain copies of their .pst files in their My Site libraries. You need to ensure that employees can upload .pst files to My Site libraries. In which location should you remove .pst files https://www.pass4itsure.com/70-342.html from the blocked file types? A. The File Types area of the Search service application section of Central Administration B. The General Security page in the site settings for the site collection C. The Blocked File Types page in the site settings for the site collection D. The General Security section of the Security page of Central Administration Correct Answer: D Explanation